Plantas Aromáticas

manjericao

Plantas Aromáticas

 

Plantas Aromáticas – O que são ?

As plantas aromáticas ou ervas-de-cheiro são plantas, normalmente de pequenas dimensões, cujas folhas e outras partes verdes normalmente as folhas, desprendem aromas que modificam extraordinariamente a nossa culinária enriquecendo os alimentos, não só com o seu cheiro mas também com o seu sabor.

Normalmente, na cozinha, as ervas aromáticas são utilizadas frescas, mas são também comercializadas secas, embora percam algumas propriedades. De qualquer modo, não devem confundir-se com as especiarias, que são em geral utilizadas secas e, muitas vezes, reduzidas a pó.

As aromáticas são utilizadas desde tempos imemoriais e, segundo alguns investigadores, acompanharam as migrações e a evolução dos povos que as utilizavam, inclusivamente protegendo a sua saúde, devido às suas propriedades anti-microbianas que, não só evitam algumas infecções, como a própria deterioração dos alimentos frescos. Além disso, muitas destas plantas têm propriedades medicinais, principalmente na facilitação dos processos digestivos. No entanto, para manterem as suas propriedades, as ervas só devem ser adicionadas aos alimentos no fim da sua preparação, uma vez que o calor prejudica-as.

A maioria das ervas verdes que ainda hoje se utilizam são originárias da região do Mediterrâneo.

Plantas Aromáticas – Chás, Infusões e Tisanas

São também muitas vezes usadas em chás, infusões e tisanas, na fitoterapia e na aromaterapia.

  • Chá – Por norma só deveremos chamar chá às misturas que contiverem folhas da planta Camellia Sinensis. Ou seja: o chá preto, o verde e o oolong. O chá branco foi adicionado a esta classificação recentemente.
  • Infusão – são todas as outras bebidas feitas a partir da imersão de folhas, flores e frutas em água quente, com o intuito de lhes extrair substâncias activas.
  • Tisana – é uma infusão em que se adiciona ervas medicinais à água a ferver durante cinco ou seis minutos num recipiente tapado. Após esse tempo retira-se o recipiente do lume, deixando descansar (ainda tapado) por cerca de 15 minutos.
  • Fitoterapia – é um método terapêutico que utiliza as plantas, mais exactamente a sua parte activa. Age em profundidade sem agredir o organismo, estimulando as suas defesas.
  • Aromaterapia – é uma prática terapêutica baseada no efeito dos aromas de plantas sobre o organismo. Explora o uso de óleos essenciais 100% naturais, para a prevenção ou tratamento, visando proporcionar o bem-estar geral do ser humano.

Plantas Aromáticas – Culinária

Na culinária, é preferível as ervas serem usadas frescas excepto os orégãos e o alecrim, dado os seus aromas serem mais intenso quando secos. O tomilho, bem como o louro, podem ser usados das duas formas.

Não têm de ser servidas unicamente com peixe ou carne mas também em omeletas, patés, molho de iogurte, de manteiga ou de maionese. Em saladas, batatas, cenoura, com queijo, tofu, risotos e massas. Em suma, seguindo o nosso critério na cozinha.

As mais usadas na cozinha mediterrânica são:

Ervas-aromáticas

 

Alecrim – Bom para marinadas, caça, porco, coelho e salsichas. Como infusão alivia as dores de cabeça.

Aneto, Endro ou Dill – salmão, batatas, molhos, caldeiradas, sopas e pickles.

Cebolinho – para pratos de ovos e de queijo, sopas de tomate, saladas. Aromatiza bem vinagretes e molhos de iogurte. Deve adicionar-se antes de servir.

Coentros – das mais empregues na culinária alentejana. Bom para sopas, saladas, molhos, caldeiradas. Os caules e as raízes podem usar-se nos estufados e sopas e devem retirar-se antes de servir.

Funcho – o bolbo é comestível e deve escolher-se rijo, branco, arredondado e sem manchas. Aroma ligeiramente adocicado como o do anis. Saladas, batatas, arroz e massas.

Hortelã – sopas, ervilhas, canjas, borrego, frutas frescas e sumos naturais. Em infusão ajuda o processo digestivo.

Louro – frescas ou secas. Bom para peixe, caça, legumes e feijão.

Manjericão ou Basílico – Aromatiza o azeite. A juntar ao tomate, por excelência.

Orégãos – pratos de ovos e queijo, galinha, legumes, saladas.

Poejo – Muito usado na cozinha alentejana em açordas, peixes e carnes guisadas. É também apreciado como licor.

Salsa – das mais usadas na culinária, dá com tudo e é muito depurativa.

Sálvia ou Salva – tomate, alho e azeite. Boa para carnes gordas como porco, pato e fígado.

Tomilho – usar com muito cuidado dado o seu sabor ser muito forte. Bom para guisados, estufados, peixes, galinha, borrego e ovos. Aromatiza o azeite e o vinagre.

 

Lista de Ervas Aromáticas (segundo a Wikipedia):

  • Abelia sinensis
  • Acacia spp.Talharim
  • Acanthospermum hispidum
  • Achillea millefolium – Milefólio, mil-em-rama
  • Acorus calamus – Cálamo aromático, Cana-de-cheiro
  • Aesculus hippocastanum – Castanheiro-da-índia
  • Allium sativum – alho
  • Allium schoenoprasum – Cebolinho
  • Alpinia officinarumGalanga
  • Alpinia galangaPitanga
  • Aloysia triphylla (A. citriodora, Lippia citriodora, Verbena citriodora) – Doce-lima, Erva-cidreira (PT Brasil), Lúcia-lima, Verbena (PT Brasil)
  • Alyssum maritimaCucuca
  • Amaryllis belladonaBeladona (pt) Cecém(Pt Brasil)
  • Anethum graveolens – Endro Aneto
  • Agerantum conyzoidesMentrasto (Br) Erva-de-São João
  • Angelica archangelica – Angélica
  • Anthriscus cerefolium Cerefólio
  • Artemisia absinthium – Absinto
  • Artemisia dracunculus – Estragão
  • Azadirachta indicaNeem
  • Beaumontia grandifloraTrombeta de Arauto
  • Bystropogon ssp.
  • Buddleja davidiiBudleia ,Flôr-de-mel,Butterfly-bush (Ing)
  • Calendula officinalis – Calêndula, maravilhas
  • Callistemon citrinusEscova-de-garrafa
  • Callistemon lanceolatus
  • Calycanthus floridusCarocha,Pimenta-da-Jamaica,Carolina allspice (Ing)
  • Carissa grandiflora macrocarpaCarissa, Ameixa de Natal, Amantugula
  • Ceanothus thyrsiflorus
  • Cestrum nocturnum – Dama-da-noite
  • Chamaecyparis lawsonianaCedro-do-óregão, Cedro-branco, Cipreste de Lawson
  • Chamaemelum nobile (Anthemis nobilis) – Camomila-romana, falsa-camomila, macela, macela-dourada
  • Choisya ternataLaranjeira do México
  • Chrysanthemum spp.Crisântemo
  • Cistus spp.
  • Citrus spp.
  • Citrus aurantifolia – Lima, limão-galego
  • Citrus aurantium var. amara – Laranja-amarga
  • Citrus aurantium var. sinensis- Laranja, laranja-comum, laranja-doce
  • Citrus bergamia – Bergamota
  • Citrus deliciosa – Clementina
  • Citrus limon – Limão
  • Citrus paradisi – Toranja
  • Citrus reticulata – Tangerina
  • Clematis armandii
  • Clerodendrum fragans
  • Coriandrum sativum – Coentro
  • Coronilla glauca
  • Cupressus macrocarpa
  • Cupressus sempervirens – Cipreste
  • Curcubita foetidissima -calabacilla
  • Cymbopogon citratus – Capim-limão das Índias Ocidentais, Erva-limão, Erva-limeira, Erva-príncipe
  • Cymbopogon flexuosus – Capim-limão das Índias Orientais
  • Cymbopogon martinii var. martinii – Palmarosa
  • Cymbogon martinii var. sofia’ – Capim-gengibre
  • Cymbopogon nardus – Citronela
  • Cymbopogon winterianus – Citronela-de-java (repelente natural)
  • Cytisus x praecox
  • Datura suaveolens, x insignis
  • Dianthus spp. Cravo
  • Digitalis purpurea – Dedaleira
  • Dimorphotheca ecklonis- Margarida do cabo
  • Eleagnus angustifolia- Oliveira do Paraíso, Oliveira do Ceilão
  • Eriobotrya japonica -Nespereira
  • Eucalyptus sp
  • Eucalyptus globulus – Eucalipto
  • Eucalyptus citriodora-
  • Eucalyptus camaldulensis
  • Eucalyptus hybrid
  • Euryops pectinatus –
  • Feijoa sellowiana -Goiaba-serrana, goiaba-ananás
  • Foeniculum vulgare – Funcho, erva-doce
  • Foeniculum vulgare var. Purpureum
  • Freesia x hybrida- Frésia, junquilho
  • Gardenia jasminoides -Gardenia, jasmim do cabo
  • Geranium sp- Gerânio
  • Hamamelis mollis- Hamamélia
  • Helicrysum italicum – Perpétua-das-areias, Sempre-viva
  • Heliotropium peruvianum- Bálsamo-de-Cheiro; Baunilha-dos-Jardins, Heliotrópio Verdadeiro
  • Hermizonia fifchii
  • Hoya carnosa carnosa -Flor-de-cera
  • Hyacinthus orientalis- Jacinto
  • Iris unguicularis- lirio
  • Ipomoea batatas- Batata-doce
  • Jasminum spp. (la mayoría)-Jasmim
  • Juniperus sabina y virginiana- zimbro
  • Lantana camara– Cambará-de-jardim, Lanatana-espinhosa, Camará
  • Laurus nobilis – Loureiro
  • Lavandula angustifolia y stoechas
  • Lavandula latifolia spica
  • Levisticum officinalis – Levístico
  • Libocedrus decurrens
  • Ligustrum japonicum
  • Lilium spp.
  • Lonicera fragantissima
  • Lonicera japonica
  • Lonicera periclyneum
  • Magnolia grandiflora
  • Mahonia aquifolium
  • Majorana hortensis
  • Malus spp.
  • Mandevilla suaveolens y laxa
  • Marrubium vulgare
  • Matricaria chamomilla (M. recutita, Chamomilla recutita) – Camomila-alemã, Camomila-dos-alemães, Camomila-comum, Camomila-vulgar, Macela-nobre
  • Matthiola incana
  • Melissa officinalis – Citronela-menor, Erva-cidreira (PT europeu), Melissa
  • Mentha arvensis – Hortelã-brava, Menta-japonesa
  • Mentha citrata – Menta-bergamota, Menta-do-levante
  • Mentha piperita – Hortelã-pimenta
  • Mentha pulegium – Menta-selvagem, Poejo
  • Mentha spicata – Hortelã
  • Mirabilis jalapa
  • Murraya paniculata
  • Myrtus communis – Mirto, Murta
  • Myristica fragans (M. officinalis, M. Moschata) – Moscadeira, Muscadeira, Noz-moscada
  • Narcissus spp.
  • Occinum suave
  • Occinum basilicum – Manjericão
  • Occimum canum
  • Occimum kilimandscharium
  • Oenothera biennis – Onagra (Primrose)
  • Origanum majorana – Manjerona
  • Origanum vulgare – Orégano, Orégão
  • Osmanthus heterophyllus
  • Parkinsonia aculeata
  • Passiflora quadrangularis
  • Pelargonium graveolens, crispum,
  • Petroselium crispum (P. sativum, P. hortense) – Salsa
  • Phaseolus caracalla
  • Philadelphus coronarius
  • Pimpinella anisum – Anis, Erva-doce
  • Pinus spp.
  • Pinus mugo – Pinheiro-montanhês
  • Pinus palustris – (Longleaf pine)
  • Pinus pinaster – Pinheiro-bravo, Pinheiro-marítimo, Pinheiro-das-landes (Terebintina)
  • Pinus pinea – Pinheiro-manso
  • Pinus sylvestris – Pinheiro-silvestre
  • Piper nigrum – Pimenta-do-reino, Pimenta-preta
  • Pistacia lentiscus
  • Pittosporum tobira
  • Polianthes tuberosa
  • Prunus spp.
  • Pulicaria undulata
  • Quisqualis indica
  • Rosa spp.
  • Rosmarinus officinalis
  • Ruta graveolens – Arruda
  • Salvia officinalis – Salva, sálvia
  • Salvia sclarea – Salva-esclareia, sálvia-esclaréia
  • Sambucus nigra – Sabugueiro
  • Santolina chamaecyparissus
  • Santolina rosmarinifolia
  • Satureja hortensis
  • Schinus molle – Aroeira
  • Solandra maxima
  • Spartium junceum
  • Stephanotis floribunda
  • Syringa vulgaris y microphylla
  • Thymus spp.
  • Tanacentum vulgare
  • Tilia spp.
  • Trachelospermum jasminoides
  • Trapaeolum majus
  • Thymbra spicata
  • Thymus serpyllum (sinón.: T. pulegioides) – Erva-ursa, falso-tomilho, serpão, serpilho, serpol, timo-silvestre
  • Valeriana officinalis
  • Verbena x hybrida
  • Viburnum suspensum
  • Viburnum tinus
  • Viola odorata
  • Vitex agnus-castus
  • Wisteria sinensis
  • Cupressocyparis leylandii
  • Thuya spp.
  • Zengiber crhysanthemum

 

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Erva_arom%C3%A1tica
http://www.beautyfacebeautyprice.com/o-que-muda-o-sabor/

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Tatiana disse:

    Olá, eu sou estudante no mestrado arquitetura paisagista e tenho duas plantinhas dessas comigo. Como nunca fui boa cozinheira sempre achei que as plantas secas no supermercado eram mais fáceis de “cuidar”! Agora que saí do meu país para vir estudar na Alemanha, apercebi-me que as coisas não têm o mesmo sabor. Então comprei cebolinho e manjericão e assim comecei a minha aventura gastronómica 🙂 Parabéns pelo artigo mas penso que outras fontes seriam de maior interesse.

    • pmvs disse:

      Olá Tatiana! Espero que esteja tudo bem consigo. Obrigado por ter gostado e comentado o meu artigo. Espero que tenha sido útil de alguma forma. Uma vez mais o meu Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: