Pragas e doenças – Cochonilhas

cochonilha

Todos os seres vivos que se alimentam das plantas (fitófagos), possuem inimigos naturais, que deles se alimentam. Cada praga tem, pelo menos, 2 ou 3 inimigos naturais (que se designam auxiliares). Nesse ponto cabe observar que plantas nutridas, bem adubadas, com irrigação adequada, com boa insolação e bem ambientadas são plantas sadias e não dão chances às pragas. Outro factor muito importante é que só podemos considerar praga, uma infestação, ou seja, uma lagartinha não irá condenar a horta. 

Cochonilhas

Pertencem à classe dos insectos, são chamados de cochonilhas e dentro da classe são classificados como Homopteras, tendo como parentes próximas as cigarrinhas, as cigarras e os pulgões.

Há cochonilhas de placas (Orthezia, Icerya e Saisseta) que atacam flores e folhagens, outras lembram um minúsculo mexilhão ou uma cabeça de prego (as cochonilhas Chrysomphalus que atacam roseiras) Ainda existem algumas que quando atacam dão a impressão que a planta ficou caída (como por exemplo, o ataque de Aulacaspis rosae)cochonilha

CARACTERÍSTICAS

De corpo mole escamado e oval. Têm forma de pequenas escamas arredondadas de cor castanha escura ou de flocos brancos (plumagem) e pegajosos. Os tufos de algodão nas folhas são os casulos dos seus ovos

PLANTAS MAIS ATACADAS

Muitas hortícolas.

PREJUÍZOS

Suga a seiva da planta, fora de controle leva a planta à morte. Formam colónias na parte interior das folhas e nos caules. Lesões causadas pela sucção. Emurchecimento e queda dos gomos. As secreções atraem formigas e fungos.

PREVENÇÃO COM CULTURAS INTERCALARES

Culturas de pólen e néctar para atrair joaninhas e outros insectos predadores

OUTRAS PREVENÇÕES

Revolver a terra várias vezes antes de plantar para erradicação das ervas daninhas

MEIOS DE LUTA FÍSICOS

Pulverizar a página inferior das folhas com jactos fortes de água.

MEIOS DE LUTA BIOLÓGICOS

Vespas, joaninhas e outros insectos predadores. Chapins.

PULVERIZAÇÃO/POLVILHAÇÃO

Terra de diatomáceas, água de sabão, resina de pinheiro, aspersão com serradura de cedro.

Controle Natural

Óleo Mineral com sabão:

• Óleo mineral leve… 4 litros;

• Sabão….500 gramas;

• Água…. 2 litros

Cortar o sabão em pedaços e dissolver na água quente. Adicione o óleo mineral aos poucos, até a total homogeinização. Aplique na forma de pulverização, dissolvendo o produto em 100 litros de água.

Fonte : Marcos Roberto Furlan. Revista Tempo Verde, ano XX, Nº 150.fev-Março/97. Pág. 15.

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: